fbpx

Fique por dentro

Acompanhe as novidades do ramo da moda e nossas informações.

logo-ksim-Prancheta 1 logo-ksim-Prancheta 1

KSIM avança com os primeiros resultados bons

Colaboradores estão contribuindo com o programa de melhoria contínua na Kohler & Cia e Kohmatex

Desde novembro do ano passado, a Kohler & Cia e Kohmatex têm um programa de melhoria contínua, o KSIM, Sistema de Inovação e Melhorias. O objetivo é a participação de todos, desde a diretoria ao chão de fábrica – na melhoria frequente dos processos de produção e administrativos. E as primeiras avaliações são de que o KSIM tem conseguido resultados satisfatórios. “Os colaboradores estão entendendo o impacto da gestão setorial em reflexo ao todo”, afirma Paula Luise Kohler, coordenadora do programa.

Entre as iniciativas que repercutiram positivamente está a instalação do Quadro de Gestão de Produção (TV) nas áreas produtivas. O quadro traz metas e números alcançados de produção em tempo real, para que os colaboradores possam acompanhar o desempenho do setor.  Existe também a implantação, desde janeiro de 2021, do Quadro de Gestão à Vista, informando os principais eventos, realizações, projetos, treinamentos e informações de resultados mensais e médias anuais x metas traçadas.

As reuniões diárias de produção acontecem pela manhã no intuito de melhorar a comunicação interna quanto ao alcance de objetivos e possíveis desvios para um tratamento rápido visando o  alcance dos objetivos  propostos. “O tempo de resposta está mais rápido”, observa a coordenadora, melhorando e impactando na eficácia do processo produtivo. Participam das reuniões, os supervisores e colaboradores das seguintes áreas: Comercial, PCP, Custos, Produção e Manutenção (setores que impactam direta ou indiretamente na produção.).

O setor de tingimento melhorou gradativamente a produção diária, chegando a níveis nunca alcançados. Atingiu-se a meta cinco dias consecutivos. Pode-se observar que isso já é o resultado das práticas de gestão adotadas quanto ao contra-ataque mais ágil nas contrariedades que impactam na produção ideal.  O setor de rama conseguiu uma fluência de eficiência positiva durante duas semanas. “Quando se consegue ter um fluxo de dias corridos, demonstra que a gestão está sendo mais eficaz e o modelo de gestão mais internalizado pelos seus executores nas áreas produtivas e de impacto”, opina Paula.

Depois do setor de Tingimento, as reuniões diárias foram estendidas para a Rama e Estamparia. Na Kohmatex, elas acontecem por meio de videoconferência. Paula cita ainda como positivo, o programa “5S”, que foca nos sensos de utilização, ordenação, limpeza, organização e autodisciplina e que está gerando uma competição saudável entre os setores. Na realidade, o programa 5S proporciona a melhoria na qualidade de vida pessoal e profissional. “A filosofia central do programa compreende a importância do senso de organização e auto responsabilidade no processo como um comportamento natural e não um dever”, sintetiza Paula.

 

Logo e mascote do programa 5S, implantado nas empresas

 

Com o envolvimento dos colaboradores no KSIM, a empresa está conseguindo evoluir nas estratégias que otimizam recursos e geram ganhos produtivos. “Passamos operar mais no tático e estratégico, essa mudança alinha-se na proposta principal do KSIM. Paula ainda lembra que as ações, quando bem planejadas, têm resultados mais eficazes minimizam o stress e demandas pela fluidez dos processos.

Todavia, Paula observa que a mudança é cultural e começa pela sensibilização e treinamento da liderança no sentido de se demonstrar como cada líder deve agir de forma a impactar positivamente nos resultados que a empresa pretende atingir. No mês de janeiro  foi concluída a etapa do treinamento de Liderança Lean. Em fevereiro demos continuidade a capacitação da liderança discutindo o tema de custos e sistemas de custeios, e ferramentas usadas para gestão de projetos dentro da metodologia do Lean: A3, PDCA, Matriz GUT, 5W2H.

 

 

 

Próximas Etapas do KSIM

Como próximos passos, Paula conta que serão realizados treinamentos contínuos com temas ligados à gestão para líderes visando otimizar suas equipes e consequentemente os resultados.  Além disso, as equipes junto aos seus líderes estão desenvolvendo o Procedimento Operacional Padrão (POP), que é um documento organizacional que traduz o planejamento do trabalho a ser executado, ou seja, uma descrição detalhada de todas as medidas necessárias para a realização de uma tarefa. Seu objetivo é manter o processo em funcionamento por meio da padronização e minimização dos desvios na execução da atividade. Quanto à sua aplicação, representa a base para garantir a padronização de tarefas e assegurar aos usuários um serviço ou produto livre de variações que poderão interferir na sua qualidade final.

Paula também destaca que o amadurecimento e profissionalização da gestão são propósitos que norteiam o KSIM. As reuniões objetivas onde os indicadores de gestão serão apresentados juntamente com os planos de ação tendem a garantir a melhoria contínua na cultura organizacional estabelecendo a perpetuidade da empresa.

Depoimentos

“O programa ajuda a equipe a acompanhar as metas e a organizar melhor o setor. Antes, elas eram bem específicas. Hoje, por exemplo, eu sei exatamente onde as coisas ficam no setor. Tudo ficou mais ágil, limpo e organizado”. Jean L. Teixeira, setor de Tingimento

“É possível comparar a produção de um turno para o outro e identificar por que fizemos menos hoje e mais no dia seguinte. Estamos mais bem informados sobre as metas do setor. Limpeza e organização é essencial para o setor”. Leandro Becker, setor de Tingimento

“É importante porque se padronizam os processos e a empresa vai por um único trilho. As pessoas também se organizam mais e tudo fica mais acessível e ágil no setor.” Júlio César Zimmermann, Acabamento Ramado

“Vejo as pessoas se esforçando mais pela limpeza e organização do setor. Admito que no começo achei estranho a proposta, pois não sabia como iria funcionar o programa, mas já percebi que traz melhores resultados na produção e mais segurança no trabalho”. Gabriel Minella, Auxiliar de Estamparia Rotativa

 

Compartilhe