Fique por dentro

Acompanhe as novidades do ramo da moda e nossas informações.

tecido26eadddfff25e8ecaa9a218058e642fe-783×450 tecido26eadddfff25e8ecaa9a218058e642fe-783×450

Pesquisadores criam tecido que aquece ou resfria de acordo com as condições

Pesquisadores da Universidade de Maryland nos Estados Unidos, criaram um tecido que promete esquentar ou esfriar de acordo com a temperatura do corpo e ao redor.

Tecidos capazes de manter o corpo aquecido já existem, como os usados na confecção de roupas para alpinistas, por exemplo, mas é a primeira vez que é criado um que faça os dois.

Quando está quente e úmido como quando estamos suados, o tecido permite a passagem do calor, já quando está frio e seco, o tecido retém o calor que sai.

O tecido foi criado com fios especiais revestidos com nano tubos de carbono.

 

A base é feita de fibras sintéticas diferentes, uma absorve água e a outra repele. Depois, vem o revestimento de nanotubos de carbono, uma classe de metal condutivo leve.

Esse revestimento atua como se fosse uma blindagem no tecido.

Faye Levine / University of Maryland

 

 

Conforme as fibras se flexionam, antes de começar a suar o tecido já está resfriando sem que quem esteja vestindo perceba, Já quando o corpo esfria o contrário acontece aprisionando o calor.

 

“O corpo humano é um radiador perfeito. Ele libera calor rapidamente”, disse Min Ouyang, professor de física e um dos autores do estudo. Até então, “a única maneira de regulá-lo era tirar a roupa ou colocar roupa. Mas este tecido é um verdadeiro regulador bidirecional”.

 

“Este trabalho pioneiro fornece uma característica nova para roupas. Conheciam-se têxteis que aumentam a porosidade em resposta ao suor ou ao aumento da temperatura, bem como têxteis que transmitem a radiação infravermelha associada às temperaturas corporais. No entanto, ninguém havia encontrado uma maneira de alternar tanto a porosidade quanto a transparência infravermelha de um tecido para proporcionar maior conforto em resposta às condições ambientais”, resumiu Ray Baughman, professor de química da Universidade do Texas (EUA) que não esteve envolvido no estudo.

 

 

Pra quem já estava animado com a novidade, o tecido ainda precisa passar por testes antes de ser comercializado, mas de acordo com os pesquisadores os materiais usados pra criar a fibra estão disponíveis e o revestimento de carbono é adicionado durante o processo de tinturaria.

 

O desenvolvimento foi relatado em um artigo na revista científica Science. [Phys]

Fonte: //Hypescience

 

 

Compartilhe